+5561981142100 karla@karlaosorio.com

artistas representados em coletiva em São Paulo:
– Bené Fonteles
– José Ivacy
– Rodrigo Garcia Dutra

– Exposição com curadoria de Fernando Mota
– 3 galerias e 9 artistas
– Galeria Karla Osorio (Brasília)
– Portas Vilaseca (Rio de Janeiro) e
– Sé Galeria São Paulo)

Espaço Fonte / São Paulo
Gallery Week 2021 | SPArte OVR

Num projeto colaborativo entre as galerias Karla Osorio (Brasília), Portas Vilaseca (Rio de Janeiro) e Sé (São Paulo)  apresentam a mostra coletiva Diamante-Grafite-Carvão, com curadoria de Fernando Mota, no Galpão do Espaço  Fonte. O projeto reúne nove artistas representados por três galerias de diferentes estados brasileiros, e inaugura por  ocasião da Gallery Week, que ocorre na cidade de São Paulo entre 8 e 12 de junho de 2021, promovida por meio de  parceria entre a ABACT – Associação Brasileira de Arte Contemporânea e a SP-Arte.  

Com o objetivo de aproximar o público das artes visuais e espaços culturais, a iniciativa inclui atividades como visitas  guiadas a exposições, conversas com artistas, caminhadas por instalações e intervenções urbanas. A mostra segue  em cartaz até 24 de julho. As galerias Karla Osorio (Brasília), Portas Vilaseca (Rio de Janeiro) e Sé (São Paulo) se  reúnem por meio do olhar do curador Fernando Mota, que buscou equilibrar e diversificar a mostra ao selecionar  obras nos acervos das galerias, além de acolher obras inéditas, especialmente propostas para o evento, respondendo  a uma provocação curatorial. 

A exposição “Diamante-Grafite-Carvão” trata de assuntos atemporais, operando como um laboratório de estudos  para uma tradução artística experimental do universo químico e geológico em questão. No contexto expográfico  apresenta obras, pesquisas e linguagens variadas que traçam paralelos entre si, evocando metáforas visuais e  conceituais a partir da correlação existente entre os três minerais. “A relação entre as obras dos artistas abre caminhos  para várias formas de interpretação: ora uma leitura mais plástica ligada à materialidade, à estética e à formação, ora  relacionada à disposição dos trabalhos no espaço e ao dialogo presente entre eles, sendo possível levar tanto para  um lado mais conceitual e abstrato, adentrando um campo de ideias mais aberto e impermanente, quanto para uma  análise visual e sensorial; em ambos os casos é uma mostra em constante transformação. Apesar da aparente  complexidade do tema, minha intenção é que a exposição fale por si só – que qualquer pessoa, independente da  formação ou do conhecimento que tenha, seja capaz de olhar e entender como os trabalhos conversam entre si e  com o espaço, para além da temática proposta; é sobre a formação do mundo que vemos e também do que não  vemos, sobre as possibilidades de mutação das coisas”, finaliza Mota. 

São apresentados trabalhos em mídias distintas: esculturas, instalações, pinturas e desenhos, além de ações  performáticas que ativam as obras no espaço. Materiais como pedras, cerâmica, grafite, enxofre, sal, concreto,  madeira, areia e objetos resgatados, entre outros, sugerem a seguinte progressão mineral na natureza, a qual intitula a mostra: diamante – grafite – carvão; os arranjos de suas estruturas moleculares distintas diferenciam um mineral do  outro – um detalhe invisível a olho nu que muda por completo o resultado final e define os estados físicos de ambos.  De acordo com Mota, é a partir daí que surge indiretamente a ideia equivocada de que o diamante é um carvão que  deu certo. “A hipotética sugerida aqui segue a premissa de que, a partir do carbono, dadas as condições naturais  necessárias, temos um constante espectro em potencial entre esses três elementos, um estado contínuo de  transformação da matéria; consequentemente, no campo sensorial, é aberto um prisma exponencial de percepções  de texturas, cores e luz, ou ainda, aludindo à sociedade contemporânea, uma vasta gama de forma, uso e valor.” Para o curador, seja no âmbito material ou teórico, a mostra propõe diálogos que atravessam disciplinas e áreas de  conhecimento, colocando na mesma roda ciências humanas e exatas.

Rodrigo Garcia Dutra

Rodrigo Garcia Dutra  Rodrigo Garcia Dutra  Rodrigo Garcia Dutra

Bené Fonteles

Bené Fonteles Bené Fonteles

Bené Fonteles

José Ivacy

José Ivacy José Ivacy

José Ivacy