Almandrade

Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano, poeta e professor
de teoria da arte das oficinas de arte do Museu de Arte Moderna da Bahia
e Palacete das Artes.
Participou de várias mostras coletivas, entre elas: XII, XIII e
XVI Bienal de São Paulo; “Em Busca da Essência” – mostra especial da
XIX Bienal de São Paulo; IV Salão Nacional; Universo do Futebol (MAM/
Rio); Feira Nacional (S.Paulo); II Salão Paulista, I Exposição Internacional
de Escultura Efêmeras (Fortaleza); I Salão Baiano; II Salão Nacional;
Menção honrosa no I Salão Estudantil em 1972. Integrou coletivas de
poemas visuais, multimeios e projetos de instalações no Brasil e exterior.
Um dos criadores do Grupo de Estudos de Linguagem da Bahia que
editou a revista “Semiótica” em 1974. Realizou mais de trinta exposições
individuais em Salvador, Recife, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo
entre 1975 e 2019; escreveu em vários jornais e revistas especializados
sobre arte, arquitetura e urbanismo. Prêmios nos concursos de projetos
para obras de artes plásticas do Museu de Arte Moderna da Bahia,
1981/82. Prêmio Fundarte no XXXIX Salão de Artes Plásticas de Pernambuco
em 1986. Publicou os livros de poesias e/ou trabalhos visuais:
“O Sacrifício do Sentido”, “Obscuridades do Riso”, “Poemas”, “Suor
Noturno” , “Arquitetura de Algodão”, “Escritos sobre Arte” e “Malabarismo
das Pedras” (poesia). Prêmio Copene de cultura e arte, 1997. Tem
trabalhos em vários acervos particulares e públicos, como: Museu de
Arte Moderna da Bahia, Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro),
Museu da Cidade (Salvador), Museu Afro (são Paulo), Museu de Arte do
Rio Grande do Sul (Porto Alegre) e Pinacoteca Municipal de São Paulo.
Retrospectiva Museu de Arte Moderna da Bahia, 2000. Exposição “pensamentos”
no Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, participa
de mostra de poesia visual brasileira no Mexic-Art Museum em Austin.
exposição individual “Pequenos Formatos” na galeria ACBEU em Salvador,
2002. Esculturas, Instituto Goethe, Salvador, 2003. Pinturas, Hotel
Sofitel, Costa do Sauípe – Ba., 2004. Instalação, Conjunto Cultural da
Caixa , Arte Erótica , Escola de Belas Artes da UFBA. Coordena Oficina
Arte Cidade no Instituto Goethe, Salvador. Curadoria da mostra SSA 456
Galeria da Cidade, Salvador, 2005. Participa das exposições coletivas
“Ode ao Dois de Julho”, Galeria da Cidade, “Modos de Ver e de Entender
a Arte”, Museu de Arte da Bahia, Salvador, 2006.
Entre 1986 e 1990, na Fundação Cultural do Estado da
Bahia no Departamento de Museus e Artes Plásticas, exerceu os cargos
de: Chefe de Divisão de Artes Plásticas e depois, Sub-gerente de Artes
Plásticas. Participação como jurado em concursos públicos de artes
plásticas, entre eles: Concurso de Decoração do Carnaval da Cidade do
Salvador, 1980; Salão de Arte da Semana de Cultura do SESI, Salvador
1986; Comissão de Seleção dos Salões Regionais de Artes Plásticas da
Bahia, Juazeiro 1997 e 1999; Júri de Seleção e Premiação da 1ª Bienal
do Recôncavo, São Felix, 1991; Comissão de Seleção do Projetos Atos
Visuais 2004-2005 da Funarte, Brasília, 2004. Comissão de Seleção
Bolsas de Pesquisa em Crítica de Arte da Funarte, Rio de Janeiro, 2008.
Exposição “A Arte de Almandrade”, Centro Cultural da Caixa, Salvador
2009 e Centro Cultura da Caixa, São Paulo 2012. Exposição “Zona
Tórida” , Centro Cultural Santander, Recife 2012. “Economia da Montagem”
– Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre 2012. Poemas
Visuais e Instalação (individual) Casa das Rosas, São Paulo 2014. Solo
SP-Arte 2015. 10ª Bienal do MERCOSUL – Porto Alegre – Rs. 3ª Bienal
da Bahia. Solo ArteBa – Baró Galeria – Buenos Aires 2016. Pinturas,
poemas visuais, instalações, desenhos, esculturas -Galeria Karla Osorio
Brasília 2018.
Diversas exposições coletivas em 2019 a 2021 em Salvador,
Rio de Janeiro, São Paulo, Miami (USA), Évora (Portugal).

Textos em Inglês sobre o artista