+55 61 3367 6303 #20 info@karlaosorio.com

 

Galeria Karla Osorio apresenta a exposição

EXPEDIÇÕES

Individual de Bruno Duque

Curadoria Wilson de Avellar

Abertura, sábado, 27 de julho 2019

Pavilhão I, galerias 1, 2 e 3

Brasília

A Galeria Karla Osorio apresenta a mostra individual do artista belo horizontino Bruno Duque. A mostra tem curadoria de Wilson de Avellar e reúne 22 obras, sendo 18 pinturas em óleo sobre tela e 4 desenhos de pastel a óleo. São trabalhos desenvolvidos a partir de 2017, quando o artista, após concluir o mestrado na UnB, retorna à sua cidade natal. Revela produção ousada e instigante que partiu de pesquisas independentes, mas se complementam e abordam, em seu diálogo, um espectro muito amplo da história da pintura, apresentando os gêneros paisagem, retrato e natureza morta, além do uso de simbologia religiosa de origem africana. A pintura de Bruno Duque em “Expedições” dialoga com as mais tradicionais formas representações, levando-as adiante, em alguma direção que se faz visível.

A mostra apresenta três séries – Matas, Alter e Ebó – que têm em comum a referência fotográfica e se relacionam mais por contraste do que por contiguidade. Os animais de “Alter” seguem isolados das paisagens de “Matas” e ambos se mantenham livres de seres humanos. Em “Ebó” não é a cultura e o simbolismo que são exaltados, mas a própria vida que os orixás evocam. Estes são movimento, são forças atuantes e os elementos utilizados nos rituais são fluídos como os líquidos e as fumaças. “Expedições” é uma exposição sobre vida, não muito diferente daquela de biólogos que viajam até lugares distantes para estudar seres vivos com seus desenhos, mas aqui as experiências do artista são de outra ordem, dos sentidos e da troca de lugares.

Sobre a exposição

Em “Expedições” ele usa pintura para descrever em detalhes o que, ao princípio da jornada, em 2017, lhe era desconhecido e agora segue inapreensível.

A série “Matas” é composta de seis paisagens sem qualquer vestígio de interferência humana e nem mesmo rastros de animais e insetos. São telas, em formato horizontal, de dimensões entre 30×40 cm e 206×309 cm, nas quais o ponto de fuga desaparece e a visão é obstacularizada pela própria vegetação, que disputa lugar à luz. São plantas mortas e vivas que se sobrepõem, descascam, secam, crescem, perdem membros e convivem. De forma análoga, a pintura apresenta esboços, empastos e detalhes, que são pintados imitando o desenvolvimento das plantas que o artista acompanha no jardim que mantém no ateliê. As pinturas de Matas de Bruno Duque são prazerosas, mas representam formas de vida que têm outro tempo, outra forma de organização e que é um lugar no qual não conseguimos nos colocar, que percebemos com superficialidade.

A série “Alter” apresenta animais justapostos na vertical, tal como totens, que, entretanto não se unificam. A palavra “alter”, que lembra a “alto”, vem do latim e significa outro. O “outro”, aqui referido, não é um ser humano, mas um ser vivo diferente. Essas são suas principais características que os fazem tão próximos e tão distantes: “ser vivo” e “ser diferente”. Diferentemente da nossa relação com as plantas, temos maior facilidade em nos colocar no lugar dos animais e esta é a alteridade que o artista explora ao buscar anular ao máximo as associações simbólicas entre os seres escolhidos. O artista busca tratar cada animal com total independência dos outros, desenvolvendo diferentes técnicas e estratégias para reproduzi-los, conseguindo uma sensação de unidade em cada um deles, ao contrário do que acontece com as matas. As nove telas da série são verticais e de dimensões que variam de 50×40 cm até 215×120 cm.

Ebó” reúne pinturas de oferendas de umbanda. As três pinturas desta série são expostas no chão, criando um plano longitudinal e reproduzindo o chão do terreiro em que foram realizadas dentro dos rituais usuais e fotografadas pelo artista, com a devida autorização da dona do local. Esta série cria distorções nos objetos para que estes se elevem sutilmente do chão. As pinturas têm um ponto de vista privilegiado quando coincidem com o ponto de onde a oferenda foi fotografada. Com a reprodução no formato real dos objetos, a série de “Ebós” demonstra todo o cuidado e carinho com que as oferendas são preparadas, com enfeites, luzes e arranjos elaborados que – junto aos “pontos desenhados” e com a simbologia do orixá a quem é dedicado -, formam composições multicoloridas e belas. Além das três pinturas, são apresentados quatro desenhos de partes de oferendas que foram apropriadas da internet. São desenhos em pastel oleoso e azeite de dendê que tinge o papel com sua cor peculiar.

Sobre o artista Bruno Duque

Bruno Duque é bacharel em artes plásticas pela Escola Guignard, de Belo Horizonte (2005) e Mestre em Arte e Tecnologia pela UnB (2017). Vem participando de salões de arte pelo país e exterior, tais como o Salão Anapolino, o Salão de Abril, o Salão de Jataí, a Bienal de Pequeno Formato, em Moita, Portugal, entre outros. Frequentemente trabalha com fotografia e pintura, meios que mescla indissociavelmente em sua pesquisa e prática. A obra “identidade”, 2012, é um exemplo desta produção, na qual o artista pinta um autorretrato de 80×60 cm e imprime como uma fotografia 3×4 para, posteriormente, conseguir que essa seja inserida pelo órgão responsável em uma nova via de sua carteira de identidade. O projeto “Diametral”, que criou em 2014, exemplifica a diversidade da produção do artista. Trata-se de obra de arte-comunicação, na qual ele é o propositor de encontro entre pessoas de países diametralmente opostos. O encontro se dá em formato audiovisual, durante o crepúsculo simultâneo nos dois países e já ocorreu, em 2014, entre Brasil e Japão e, em 2017, entre Paraguai e Taiwan. De forma ampla, trabalha com imagens imateriais e sua materialização.

Galeria Karla Osorio

Criada em 2014, a galeria Karla Osorio atua para inserção de artistas contemporâneos no mercado e na cena institucional. Privilegia a produção mais inovadora em arte e estimula o resgate de artistas de gerações anteriores identificados com seu programa. Realiza exposições temporárias, individuais e coletivas. Representa artistas brasileiros e estrangeiros, participa de feiras de arte em vários países., sendo a única galeria de Brasília em algumas das melhores feiras do mundo (Estados Unidos, Europa, América do Sul, Ásia e Brasil) Apoia pesquisas e projetos inovadores, tem programa de cursos, palestras, desenvolvendo também parcerias com outros espaços e instituições. Promove projetos com curadores visitantes e oferece residência artística com atelier, em espaço privilegiado. Atua também no mercado secundário. Além da sede em Brasília no SCS, possui espaço expositivo no Lago Sul e escritório em São Paulo.

Serviço
Exposição individual

EXPEDIÇÕES

Bruno Duque

Abertura: sábado, 27 de julho, 17-21h

Pavilhão I, galerias 1, 2 e 3

Visitação: até 7 de setembro de 2019.

Segunda sexta, 9-18h30 | sábado 10-14h, sempre mediante agendamento

Galeria Karla Osorio

Endereço: SMDB Conjunto 31 Lote 1B – Lago Sul Brasília – DF, CEP 71.680-310 Brasil

Tel.: +55 61. 3367 6303 e 6353 #20 / +5561981142100 (whatsapp)

E-mail: info@karlaosorio.com

www.karlaosorio.com

Facebook: https://www.facebook.com/galeriakarlaosorio

Instagram: https://www.instagram.com/galeriakarlaosorio